ANTT participa de balanço das entregas 2021 do Minfra

Os leilões das BR-116/101/RJ/SP (Dutra/Rio-Santos), BR-163/230/MT/PA, BR-153/414/080/TO/GO e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) foram exemplos de destaques deste ano.

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) marcou presença, na manhã desta segunda-feira (20/12), no balanço de entregas 2021 do Ministério da Infraestrutura (Minfra). O diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, representou a Agência no evento, que foi transmitido, ao vivo, no Canal do Youtube do Minfra. Na ocasião, também foram apresentados os projetos da pasta para 2022.

“Um novo Brasil começa a nascer a partir da transformação na infraestrutura de transportes do país”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. De acordo com o ministro, o programa brasileiro de concessões é o maior e mais sofisticado do mundo, com cerca de R$ 37,6 bilhões de investimentos contratados, no total, somente em 2021.

No caso dos transportes terrestres, foram três leilões rodoviários e um ferroviário. Segundo o diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, “Foi um ano de muito trabalho e muita dedicação de todas as equipes para fazer o Brasil crescer. Aprimorar a eficiência logística, garantir maior segurança viária e assegurar a prestação de um serviço de qualidade são prioridades em toda a pasta e a ANTT tem cumprido sua parte no setor de transportes terrestres. Os leilões das BR-116/101/RJ/SP (Dutra/Rio-Santos), BR-163/230/MT/PA, BR-153/414/080/TO/GO e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) foram exemplos de destaques deste ano”.

Em 2022, o ano também já começa a todo vapor na ANTT. Foi o aberto o processo de participação e controle social para concessão dos lotes rodoviários das regiões Centro-Oeste e Norte do país. Serão realizadas sessões presenciais e virtuais das Audiências Públicas nº 10, 11, 12 e 13 a partir de janeiro. Além disso, está previsto, para fevereiro, o leilão da BR-381/262/MG/ES. Já o leilão das Rodovias Integradas do Paraná deve ocorrer no segundo trimestre do próximo ano.

“Além do programa de concessões, estamos trabalhando intensamente para aprimorar os marcos regulatórios, intensificar a fiscalização da qualidade dos serviços e garantir a integração dos modos de transportes em todo o país”, declarou Vitale.

Fonte: Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT

Este conteúdo é útil para você?