Argentina flexibiliza regras para profissionais brasileiros do transporte

A medida é importante na tentativa de solucionar intercorrências do processo de testagem PCR-RT, mais caro e de difícil acesso em áreas de fronteira, o que tem dificultado a entrada dos transportadores no país vizinho.

Após atuação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o governo argentino decidiu por flexibilizar a entrada de profissionais da área de transporte de cargas e passageiros, passando a aceitar não somente o exame PCR-RT, mas também o teste de antígeno acompanhado da carteira de vacinação.

A medida é importante na tentativa de solucionar intercorrências do processo de testagem PCR-RT, mais caro e de difícil acesso em áreas de fronteira, o que tem dificultado a entrada dos transportadores no país vizinho.

A agência agora trabalha junto ao governo Chileno para flexibilização da entrada dos profissionais brasileiros no país vizinho. O objetivo é dar celeridade ao processo e garantir melhor fluidez para as operações de transporte que necessitam entrar no Chile.

Técnicos da ANTT se reunirão nesta quinta-feira (27/01), com autoridades chilenas do setor de transportes para debater e tentar solucionar as questões diplomáticas que envolvem a entrada de transportadores de carga e passageiros brasileiros no país vizinho.

Fonte: Ministério da Infraestrutura MINFRA

Este conteúdo é útil para você?