obra DO ANEL VIÁRIO DE FORTALEZA será concluída em 2022

O certame está marcado para o próximo dia 20 de janeiro, após. A empesa vencedora da concorrência pública deverá executar os serviços remanescentes em 12 meses

O Governo do Ceará abriu nova licitação, do tipo regime diferenciado de contratações públicas (RDC), visando à conclusão das obras do Anel Viário de Fortaleza. O certame está marcado para o próximo dia 20 de janeiro, após. A empesa vencedora da concorrência pública deverá executar os serviços remanescentes em 12 meses, segundo o edital.

A Superintendência de Obras Públicas (SOP), responsável pela licitação, informa que as obras do Anel Viário ainda não estão concluídas, mas que toda a extensão de 32 km está duplicada e liberada para tráfego, comas novas pontes concluídas e viadutos também liberados (CE-040, CE-065 e CE-060). O último edital havia sido lançado no dia 4 de novembro de 2021, mas a licitação foi fracassada.

Serviços remanescentes

“Aberta para trânsito, a obra não é considerada concluída devido a pendências na construção de alças de viadutos, retornos e ciclovia, enquanto os entendimentos avançam na remoção das interferências restantes. Todas essas questões são tratadas em comunicação constante entre SOP e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit)”, diz a superintendência em nota.

“Precisamos concluir essa obra por dois motivos, primeiro que desrespeito a segurança das pessoas que trafegam na via e segundo para que a gente possa melhorar a produtividade dos equipamentos de transportes que transitam por lá”.
Afirma Diretor da Federação das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Nordeste (FETRANSLOG-NE), Marcelo de Holanda Maranhão.

Marcelo Maranhão, em entrevista fala sobre os pontos que se tornam prejudiciais para no setor de transporte rodoviário de cargas com os atrasos de obras. Acompanhe a entrevista abaixo:

A SOP reforça que a ampliação da capacidade do Anel Viário (BR-020) é fundamental para o fortalecimento do corredor logístico na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Isso porque, em conjunto com a CE-010, a BR-222 e a CE-155, o Anel Viário proporciona a ligação entre os portos do Pecém e do Mucuripe. “E, por meio também das conexões com as rodovias BR-116 e CEs 040, 060 e 065, viabiliza melhor deslocamento de e para os polos produtivos da RMF e de todo o Estado, impulsionando o desenvolvimento do Ceará”, acrescenta.

Fonte: Adaptado de Otimista

Este conteúdo é útil para você?