Exportações do agronegócio somam US$ 10,9 bilhões em agosto, diz CNA

A recuperação da atividade econômica mundial, à medida que os países avançam em seus planos de vacinação, e a melhora das expectativas dos investidores e consumidores são consideradas os principais fatores do movimento

As  de produtos do agronegócio somaram US$ 10,9 bilhões em agosto deste ano, crescimento de 26,7% com relação ao mesmo período de 2020, segundo análise da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com base nos dados do Ministério da Economia.

A recuperação da atividade econômica mundial, à medida que os países avançam em seus planos de vacinação, e a melhora das expectativas dos investidores e consumidores são consideradas os principais fatores do movimento de alta.

No acumulado de janeiro a agosto de 2021, as vendas externas do setor já somam US$ 83,6 bilhões, alta de 20,7% em comparação ao mesmo período do ano passado. Com o superávit de US$ 9,6 bilhões da balança comercial do agro em agosto deste ano, o saldo total do Brasil foi positivo em US$ 7,6 bilhões.

Destaque

A soja em grãos foi o principal item da pauta exportadora em agosto, com participação de 28,8% e receita de US$ 3,1 bilhões, aumento de 52,5% em relação ao mesmo mês de 2020.

O segundo produto mais vendido para o exterior foi a carne bovina in natura, com crescimento de 57,7% frente a agosto do ano passado, atingindo US$ 1 bilhão.

Destinos

A China foi o principal destino das  do agronegócio brasileiro. Em agosto de 2021, o país asiático teve participação de 34,9% do total, com destaque para soja em grãos, carne bovina in natura, açúcar de cana em bruto, celulose e carne de frango in natura.

A União Europeia foi o segundo principal destino, com participação de 15,4% dos embarques e em seguida os Estados Unidos com 7,4%.

Completam a lista dos dez principais destinos: Irã (2,5%); Tailândia (2,3%); Japão (2,0%); Chile (1,8%); Coreia do Sul (1,8%); Arábia Saudita (1,5%); e Turquia (1,4%).

Fonte: Canal Rural