I Demoday do Programa Clusters Econômicos de Inovação

Uma iniciativa que objetiva atuar na articulação e integração da iniciativa privada, academia, sociedade civil organizada e instituições de fomento, com o intuito de gerar mais e melhores oportunidades

Com o objetivo de estimular o desenvolvimento regional por meio de parcerias e negócios entre os principais atores do ecossistema de inovação local, o Governo do Ceará realizou, nessa terça-feira (19), o I Demoday do Programa Clusters Econômicos de Inovação + Corredores Digitais. Durante o evento, 46 startups expuseram soluções inovadoras voltadas para as cadeias produtivas prioritárias em nove regiões do planejamento estratégico do Estado.

O encontro também contou com a apresentação em formato de pitch das 10 startups que mais se destacaram ao longo do processo e premiação das três melhores soluções desenvolvidas no programa, que foram:

1º lugar – Ortusolis (Saúde Grande Fortaleza)
2º lugar – PESSE (Logística e Infraestrutura Grande Fortaleza)
3º lugar – IDSoft (Energias Renováveis Sertão de Sobral)

O títular da Sedet, Maia Junior, destacou a importância do programa para a estratégia de desenvolvimento do Estado.

“Esse programa é diferente, afinal não encontramos pronto em lugar nenhum. Desenhamos uma grande parceria que envolve a Sedet, Seplag, Secitece, Universidades e empresas privadas. Tendo como principal objetivo a geração de emprego e renda para esses jovens inovadores que estão saindo da universidade repletos de ideias que precisam ser colocadas em prática. Espero futuramente aplaudir grandes empresas que saíram daqui. As empresas do Ceará e o governo precisam desse serviço de inovação em todas as áreas”, afirmou o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará (Sedet), Maia Junior.

A Agência de Desenvolvimento do Estado (Adece), responsável pelo investimento necessário para que pesquisadores e empreendedores focassem no desenvolvimento das soluções, investiu mais de R$ 2 milhões nos 46 projetos desenvolvidos pelas startups. “Acreditamos que viabilizar a criação de programas como este é um importante passo para o fomento de novas empresas, produtos, negócios e conhecimento atrelados as áreas estratégicas da economia cearense. Diante disto, a Adece se coloca como ponte entre esses novos empreendedores e o apoio inicial necessário para o desenvolvimento dos seus projetos”, explicou o presidente da Adece, Francisco Rabelo.

O presidente da Adece, Francisco Rabelo, reforçou o compromisso da Agência em investir em projetos ligados a inovação e a setores estratégicos para o Ceará.

Ao longo do processo, foram beneficiados 91 bolsistas empreendedores e 41 pesquisadores regionais que desenvolveram soluções para os problemas identificados nas suas respectivas regiões e enquadrados em 23 clusters estratégicos do estado.

“O Demoday reúne soluções que partem de problemas reais de setores priorizados pelo Estado e que têm demonstrado potencial econômico e oferta de formação. Ao término do primeiro ciclo, apresentamos o resultado de um processo que priorizou os três principais setores de cada região, com a identificação dos problemas feita por empreendedores locais e pesquisadores, e as soluções efetivas criadas por parte das startups em forma de produtos. A economia tem demandado cada vez mais inovação por parte do mercado e estamos incentivando isso localmente, estabelecendo um foco que possibilite sustentabilidade financeira para esses novos empreendimentos”, conta o Secretário Executivo de Comércio, Serviço e Inovação da Sedet, Júlio Cavalcante.

Sobre os programas

O Programa Clusters Econômicos de Inovação é uma iniciativa que objetiva atuar na articulação e integração da iniciativa privada, academia, sociedade civil organizada e instituições de fomento, com o intuito de gerar mais e melhores oportunidades de emprego e empreendedorismo nas regiões de planejamento do Estado, por meio da inserção de inovações aos respectivos clusters econômicos de maior potencial e cuja formação de ensino superior e profissionalizante tenha maior oferta na região.

O Programa Corredores Digitais é um programa de inovação voltado para o desenvolvimento de empresas, produtos e negócios em áreas estratégicas da economia do Estado. A iniciativa atende projetos inovadores em diferentes fases, oferecendo acesso a benefícios, mentorias, vantagens de empresas parceiras, capacitação e networking.

Em 2021 foi lançado o primeiro edital conjunto dos programas para apoiar projetos de empreendedorismo inovador de nove das 14 regiões de Planejamento do Ceará – Cariri, Sertão Central, Sertão de Sobral, Vale do Jaguaribe e Grande Fortaleza 1 e 2, Litoral Norte, Litoral Leste, Sertão dos Crateús e Serra da Ibiapaba.

Fonte: GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ

Este conteúdo é útil para você?