Nota Oficial da FETRANSLOG-NE sobre a paralisação dos caminhoneiros
A Entidade vem se manifestar frontalmente contrária a toda e qualquer paralisação dos serviços de transporte

O transporte rodoviário de cargas vem demonstrando, em sucessivas oportunidades, e especialmente nos momentos mais graves para o País como durante a pandemia do COVID-19, a sua essencialidade para o atendimento das necessidades mais básicas do povo brasileiro, garantindo o abastecimento de hospitais, farmácias, supermercados e demais atividades empresariais.

O início da disponibilização da vacina contra o COVID-19 e a necessidade de fazê-la chegar à população ratifica a importância do transporte rodoviário de cargas.

Por isso, as informações recentes veiculadas através da imprensa e das redes sociais de mobilização dos profissionais autônomos de cargas para a realização de movimento grevista a partir de 1º de Fevereiro trazem enorme preocupação para o setor, já que as empresas de transporte de cargas e logística entendem que o momento exige união e solidariedade em prol da população e de todas as atividades que dependem das mercadorias transportadas pelas rodovias.

A FETRANSLOG-NE vem a público, em nome das empresas de transporte e logística do Nordeste, manifestar o seu mais veemente repúdio a qualquer movimento paredista que tenha por objetivo paralisar o transporte rodoviário de cargas, assegurando que o setor continuará trabalhando para garantir o abastecimento e a integração do País, com  a recuperação das suas atividades econômicas.

 

Clóvis Nogueira Bezerra

Presidente da Federação das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Nordeste – FETRANSLOG-NE