Presidente da FETRANSLOG-NE esteve na Missão CNT Internacional do Transporte – Israel 2022

O Presidente da Federação das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Nordeste (FETRANSLOG-NE), Arlan Rodrigues, participou da Missão CNT Internacional do Transporte em Israel a qual iniciou na segunda-feira (15/08). Esta é a segunda vez que o Sistema CNT reúne um grupo de executivos do transporte para visitar o país com objetivo de promover uma imersão no ecossistema de inovação israelense e abrir caminhos para novas parcerias e negócios.

A delegação, que réune executivos de algumas das maiores empresas de transportes do Brasil, megulhará na inovação israelense caule. A programação irá incluir palestras na Universidade de Tel Aviv, visitas técnicas a empresas e encontros com startups de tecnologia.

NO DIA 15/08

Iniciou com uma sequência de palestras na Universidade de Tel Aviv. A programação foi aberta com discursos do Presidente do Sistema CNT, Vander Costa, do embaixador de Israel no Brasil, Gerson Menandro e do Diretor Geral da Lahav Executive Education, Udi Aharoni.

No dia 16/08

Os participantes assistiram a uma palestra sobre segurança cibernética, proferida pelo professor Yaniv Harel, da Universidade de Tel Aviv. Harel falou sobre a importância de mapear ameaças e utilizar a tecnologia em favor das organizações, agindo proativo, não apenas defensivo contra ataques.

Em seguigda, o cofundador da Unique Systems, Nadav Poplawski palestrou,  a um grupo de executivos do setor de transporte brasileiro na Universidade de Tel Aviv.

O tema foi a melhoria do processo decisório com a ajuda de Inteligência Artificial (AI). O CEO apresentou cases de machine learning (aprendizagem de máquinas) e de Processamento de Linguagem Natural (Natural Language Processing). Na visão dele, o ponto crítico a ser observado é a forma como alimentamos as máquinas: dados de baixa qualidade não geram resultados produtivos. Poplawski alertou também para os dilemas colocados pelas máquinas. Por exemplo, em questões que envolvem julgamento moral, elas ainda não têm boas respostas.

No dia 17/08

O terceiro dia de atividades, a especialista em Comunicação Empresarial e Inovação, Marina Smolyanov conduziu uma oficina de criatividade a partir de uma metodologia chama FIRE, que abrange os elementos Foco, Ideação, Ranking e Execução.

Em seguida os participantes da missão foram conduzidos para uma visita técnica à Drive TLV. Trata-se de um hub de mobilidade Smart que encuba startups e oferta soluções inovadoras. Entre seus clientes, estão marcas como Goodyear, Honda e Volvo.

Na sede da empresa, o grupo de empresários brasileiros do transporte foi recepcionado por Nir Dashti, head de Criação de Valor. “Aqui, em Israel, simplesmente não há mercado local. Então, as startups já nascem voltadas para o mercado global”, explicou. “A Drive TLV existe para fazer a ponte com as corporações – é o que nós chamamos de ‘a dança entre o elefante e o rato’”, resumiu, com bom-humor. Em seguida, Dashiti convocou representantes de três empresas do seu portfólio. A primeira startup a “vender o peixe” foi a Nemodata, representada por seu VP de Desenvolvimento de Negócios, Uri Keren. O forte deles é o desenvolvimento de ferramentas para frotas sustentáveis.

O segundo a falar foi Daniel Schawab, fundador da Brightmerge, que trouxe uma solução para a recarga de veículos elétricos. Por fim, Gil Sheratzki, chefe de Desenvolvimento de Negócio da Ituran Vision & Purpose, fez um pitch sobre gerenciamento de frotas interconectadas.

No dia 18/08

O especialista Eric Semel, diretor de Sustentabilidade do Instituto de Energia e Meio Ambiente de Israel, detalhou o desafio energético do país, que dispõe de escassos recursos naturais – em especial, água. A partir de 2012, no entanto, o país deu um salto significativo em sua matriz, abandonando gradualmente o uso de carvão e a substituindo por uma combinação de gás natural e fontes renováveis.

A grande aposta dos israelenses, agora, é em hidrogênio cinza e verde. Sobre transporte, Semel mostrou que a frota de veículos ainda é maior foco de emissões (em óxido de enxofre, principalmente).

“Para nós, 100% de eletrificação não é realista, por isso, continuamos buscando soluções”, acrescentou o diretor, lembrando que o país não tem montadoras de automóveis e os insumos para manutenção são caros. Também nesse aspecto, o governo investe em pesquisa e conta com a inteligência das startups para avançar.
No dia 19/08

Ariel Fligler, especialista em Gestão e Inovação, conduziu, um workshop sobre pensamento criativo e ideação para uma plateia de empresários do setor de transporte, a oficina ocorreu na Universidade de Tel Aviv, como parte da programação da Missão Internacional do Transporte – Israel 2022, realizada pelo Sistema CNT.

Nas dinâmicas, foram trabalhados problemas reais enfrentados pelo setor, como a mobilidade nas grandes cidades.

Encerrou-se a etapa acadêmica da Missão Internacional do Transporte – Israel 2022.

Na ocasião, Arlan Rodrigues, presidente da FETRANSLOG-NE, ao lado de Vander Costa, presidente do Sistema CNT, e Udi Aharoni, diretor acadêmico da Lahav Executive Education, procederam à entrega do certificado de participação dos alunos. O programa “Da Nação Start-up à Nação Scale-up” contemplou inúmeros aspectos do ecossistema de inovação israelense e promoveu dinâmicas, workshops e visitas técnicas.

 

Fonte: adaptável da CNT

Este conteúdo é útil para você?