TRANSPORTE DE CARGA TEM SALDO POSITIVO DE EMPREGOS EM 2020

De acordo com o levantamento, no ano passado foram abertos 467.666 postos de trabalho e 415.783 desligamentos no transporte rodoviário de carga.

O Painel do Emprego no Transporte da Confederação Nacional do Transporte (CNT), que usa dados do CAGED, revela que o setor de transporte rodoviário de carga contratou mais do que demitiu em 2020.

O número supera o saldo positivo de 35.563 empregos registrados em 2019, de acordo com os dados do painel. Naquele ano houve 419.753 contratações e 384.190 demissões.

O Sudeste foi a região que mais contratou, com saldo positivo de 23.521. Depois vêm o Sul, com 10.177, e o Centro Oeste, com 7.322.

A recuperação gradativa do setor após os impactos do covid-19 na demanda por transporte está diretamente ligada ao saldo positivo de empregos. De acordo com estudo feito com 914 empresas em setembro, há mais otimismo em relação ao futuro.

Diretor executivo da CNT, Bruno Batista disse ao Estradão que com mais fôlego as empresas foram recontratando ao longo do segundo semestre. “E isso refletiu no saldo de empregos.”

Em entrevista ao Estradão à época, diretor da Anacirema Transportes, José Alberto Panzan contou que a empresa abriria mais 20 vagas até o fim de 2020. Entre elas novos postos de trabalho para motoristas de caminhão. A transportadora, que atua no transporte para a indústria alimentícia e automobilística, tem uma frota de 80 veículos próprios e 55 motoristas contratados.

De acordo com Batista, as empresas de transporte perderam muita demanda ao longo do ano por causa da queda de volume de cargas tradicionais. “No entanto, as entregas referentes ao  eletrônico cresceram muito.”

Transporte de passageiros tem saldo negativo

O cenário do setor de transporte rodoviário de passageiros é diferente. De acordo com painel da CNT, em 2020 o saldo ficou negativo em 66.057. As empresas transportadoras contrataram 43.039 pessoas, mas, em contrapartida, demitiram mais que o dobro de profissionais: 109.096.

Em 2019 o saldo ficou negativo em 15.322, portanto, 29.747 admissões e 32.044 desligamentos

Salário do motorista carreteiro

Uma pesquisa divulgada nesta semana pelo site salário.com.br que também usa dados do CAGED mostrou que um motorista de caminhão em 2021 fica entre R$ 1.726 e R$ 1.857,49. O teto salarial é de R$ 3.045,84. Os valores levam em conta profissionais em regime CLT em todo o Brasil.

Ainda de acordo com o site, o perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 37 anos, ensino médio completo, do sexo masculino que trabalha 44h semanais em empresas do segmento de Transporte rodoviário de carga.

A cidade com mais ocorrências de contratações e por consequência com mais vagas de emprego para Motorista de Caminhão é São Paulo – SP.

Fonte: Portal NTC&Logística