Investimentos federais em rodovias melhoram condições de tráfego na Bahia e ligação entre Nordeste e Norte do país

Na terça-feira do dia (28) foram entregues trechos de pistas duplicadas em importantes BRs que cortam o estado e anunciada nova licitação para aprimoramento da malha rodoviária da região. Intervenções oferecem mais conforto aos usuários e contribuem para impulsionar economia.

Para dar vazão ao fluxo intenso de veículos de passageiros e de cargas entre as cidades do Nordeste do país e da região rumo aos estados do Norte, o Governo Federal investiu em melhorias em duas importantes rodovias da Bahia. As BRs 116 e 101 agora contam com trechos totalmente recuperados e com pistas duplicadas em território baiano, os quais foram liberados ao tráfego nesta terça-feira (28).

As intervenções asseguram mais segurança e conforto aos usuários, além de dar novo impulso à economia ao melhorar as condições de escoamento da produção regional pelo país.

“É o desenvolvimento chegando na Bahia. Hoje, estamos entregando mais pavimento, mais duplicação na 116, e na 101 ao mesmo tempo”, comemorou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que participou da solenidade realizada em Teixeira de Freitas (BA) para marcar a liberação das intervenções, ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O ministro lembrou que os investimentos federais no estado já passaram, “em muito”, dos R$ 10 bilhões, quando somadas realizações como a inauguração do Aeroporto de Vitória da Conquista, “o maior investimento da aviação regional do Brasil”, os 160 quilômetros de pavimentação na BR-235, restaurações nas BRs-329 e 030, além da retomada de obras na rodovia 116.

EIXO DE DESENVOLVMENTO – Na BR-116/BA, as melhorias ocorreram em trecho de 5,4 quilômetros entre a segunda maior cidade baiana e principal polo comercial da região, Feira de Santana, e o município de Santa Bárbara. O trecho é parte do lote 6 e vai do Km 413,81 ao Km 419,21. Mas o investimento global na recuperação da rodovia federal chega a R$ 358 milhões e abrange seus 40,38 quilômetros de extensão.

“Trata-se de um investimento estratégico no noroeste baiano, em uma rodovia federal que é eixo de ligação entre importantes municípios dessa região do estado. Não temos dúvidas de que essas melhorias vão melhorar o escoamento da produção de insumos para o Nordeste do país”, destacou o ministro. Além disso, a obra dará vazão ao tráfego intenso ocasionado pelo elevado número de veículos que passam pela estrada.

Já a duplicação da BR 101/BA, com 165,4 quilômetros de extensão, liga o Norte e o Nordeste do Brasil, por meio da divisa entre os estados da Bahia e de Sergipe, à BR-324/BA, rodovia de grande importância regional por conectar Salvador à Feira de Santana.

Essa duplicação é dividida em quatro lotes, de aproximadamente 41 quilômetros de extensão, e corta os municípios de Rio Real, Esplanada, Entre Rios, Alagoinhas, Aramari, Pedrão, Teodoro Sampaio, Coração de Maria e Conceição do Jacuípe.

O empreendimento na BR-101/BA trará benefícios para a região, como oportunidades de emprego para moradores locais e desenvolvimento econômico devido à logística e infraestrutura.

LICITAÇÃO – As melhorias não vão parar por aí. Também na terça foi anunciada nova licitação para obras nas BRs 030 e 415/BA. O aviso de licitação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), publicado no Diário Oficial da União, anuncia serviços de implantação e pavimentação na BR-030/BA, que liga o oeste baiano à Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), no segmento que vai dos Kms 23 ao 111,2.

O certame inclui duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna, na BR-415/BA. Os segmentos a serem beneficiados vão dos Kms 17 ao 32,3 e do Km 47,3 ao Km 62,8.

Fonte: Ministério da Infraestrutura – MINFRA