Primeira edição do CONETC&INTERSINDICAL de 2022 foi realizada com sucesso

O evento foi acompanhado por representantes de entidades do transporte rodoviário de cargas de todo o Brasil, empresários, patrocinadores, apoiadores e autoridades públicas.
Presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio

“A participação de todos vocês que estão aqui presentes foram essenciais para a aprovação de medidas importantes para o transporte de cargas, como a aprovação do Documento Eletrônico do Transporte (DT-e), a extensão da desoneração da folha de pagamento até 2023, a regulamentação do veículo de 4 eixos e a mistura de 10% do biodiesel, pauta que lutaremos neste ano para tentar chegar a 7%”, ressaltou.

Ainda sobre a desoneração da folha de pagamento, Pelucio ressaltou o trabalho do vice-presidente de segurança da entidade, Roberto Mira, por todo o empenho e dedicação ao tema, junto ao Governo Federal.

Na oportunidade, o presidente também agradeceu às entidades apoiadoras do evento, os patrocinadores, parceiros e colaboradores por todo o empenho e disposição para fazer com que o evento acontecesse.

O presidente aproveitou a ocasião para destacar o trabalho da NTC&Logística, representada pela sua Comissão de Jovens Empresários e Executivos (COMJOVEM), no apoio e na prestação de solidariedade às vítimas das chuvas na cidade de Petrópolis (RJ) e solicitou um minuto de silêncio aos convidados para homenagear os mortos pela tragédia.

Eduardo Rebuzzi, vice-presidente da NTC&Logística

Eduardo Rebuzzi, vice-presidente da NTC&Logística parabenizou seu companheiro de trabalho, presidente Francisco Pelucio e toda a equipe da entidade pelo evento e ressaltou o trabalho que vem sendo desenvolvido em prol do transporte de cargas brasileiro. Ele também agradeceu o apoio das entidades e do Governo Federal na contribuição com as principais pautas do setor.

Vander Costa, presidente da CNT em discurso via zoom

Presente em transmissão online, o presidente da Confederação Nacional do Transportes (CNT), o Sr. Vander Costa, lembrou do atual momento no cenário político e econômico internacional e das eleições deste ano. “Para o avanço do setor de transportes, é fundamental que votemos de maneira correta, pois só assim as excelentes atuações do presidente Jair Bolsonaro e do ex-presidente Michel Temer poderão ser mantidas e nós possamos avançar em outras pautas essenciais para o segmento”, afirmou Vander. Ele aproveitou o momento para destacar o trabalho desenvolvido pela NTC, bem como do presidente Francisco Pelucio nas causas do transporte rodoviário de cargas e se colocou à disposição para contribuir no que for preciso com as entidades e empresas do setor.

Carlos Panzan, presidente da FETCESP

Também fez parte da mesa o presidente da FETCESP, entidade anfitriã do evento, o Sr. Carlos Panzan, que agradeceu o convite do presidente Pelucio e lembrou das outras edições do CONET&Intersindical. De acordo com o presidente Panzan, “Mesmo com as condições incertas de saúde, não podemos deixar de fazer o CONET&Intersindical. A abrangência de regiões cobertas pelo Conselho mostram a necessidade dele, pois é o espaço onde podemos organizar o planejamento do setor durante o ano todo,  assim como as suas necessidades, conquistas e solicitações frente ao Governo Federal”.

Além dos representantes de entidades e empresários do setor e dos associados da NTC&Logística, o CONET contou com a presença ilustre de lideranças na segurança pública e da Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT).

Rafael Vitale, diretor geral da ANTT

Sob o protagonismo do seu diretor geral, Rafael Vitale Rodrigues, a ANTT busca a valorização de diferentes modais, contudo, destacou o papel de relevância que o transporte rodoviário possui no mercado. “Na ANTT, o TRC tem um lugar especial e a nossa missão é garanti-lo infraestrutura e um serviço de qualidade. O meu trabalho é fazer isso e estar próximo de vocês na busca por soluções. A Agência não é uma instituição fechada, estamos sempre junto de vocês, afinal, não queremos e não podemos ser um peso e um obstáculo para vocês. É preciso regulamentar, mas sempre em busca de um serviço de qualidade e uma relação harmoniosa com vocês”, declarou Rafael Vitale.

Antônio Fernando de Miranda, superintendente da PRF de São Paulo

O superintendente da PRF, Antônio Fernando de Miranda, esteve na abertura e agradeceu o apoio da Associação à sua posse. “Estou há apenas 8 meses no cargo de superintendente, mas tenho 28 anos de estrada. Agradeço pela oportunidade de participar deste acontecimento e pela ajuda da NTC&Logística no fornecimento de informações para estarmos sempre melhorando o nosso trabalho. Estendo o companheirismo da PRF também à  ANTT, à Polícia Militar e à Civil, e estamos à disposição para o que vocês precisarem”, complementou Antônio.

Início das palestras e a divulgação da pesquisa de mercado 

Guilherme Theo Sampaio, diretor da ANTT

A primeira palestra ficou sob a responsabilidade do também diretor da ANTT, Guilherme Theo Sampaio. Ele demonstrou a dimensão do modal rodoviário para o PIB nacional e fez uma retrospectiva das principais ações da ANTT em 2021 e as ações vistas pela Agência como prioridade para este ano. “ O TRC representa 1,4% do PIB, possui mais de 2,5 milhões de veículos espalhados pelo país, gera R$104 bilhões (só com entregas e geração de frete) e mais 1 milhão de empregos”, ilustrou o diretor em sua fala. Ele aproveitou o momento para falar do apreço especial que tem pelo setor e parabenizou o trabalho desenvolvido pela entidade ao longo dos anos e principalmente na gestão do presidente, Francisco Pelucio, o qual acompanha desde o início.

Deputado Federal, Jerônimo Goergen

Deputado Federal, Vanderlei Macris

O evento deu sequência à sua programação de palestras com as palavras na mesa composta pelos Deputados Federais Jerônimo Goergen e Vanderlei Macris. Goergen foi o redator oficial da proposta de criação do DT-e e um parceiro importante da NTC&Logística na comunicação das demandas do transporte rodoviário de cargas na esfera federal. Ele aproveitou a sua fala para relembrar dessas conquistas e lembrou da sua reeleição este ano, fato reforçado e apoiado pelo Deputado Vanderlei em declaração a favor do TRC brasileiro e das medidas de incentivo ao segmento. Os parlamentares discorreram sobre o panorama brasileiro em termos políticos e as principais demandas que vêm sendo trabalhadas na Câmara dos Deputados. Ambos são parceiros e grandes entusiastas do TRC.

Marlos Melek, Juiz Federal do TRT

Narciso Figueirôa Junior, Assessor Jurídico da NTC&Logística

Outras personalidades recorrente nos eventos da Associação, o juiz federal do TRT da 9ª região, Marlos Melek, que esteve acompanhado do assessor jurídico da NTC&Logística, Narciso Figueroa Jr para analisar os caminhos alternativos para o financiamento sindical no Brasil após a aprovação da Reforma Trabalhista pelo ex-presidente Michel Temer em 2017.  Ele também falou de questões trabalhistas e como o empresariado precisa enfrentar esses desafios ao longo dos anos.

Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating

Depois deles, o economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, apresentou uma palestra completa sobre os cenários da economia brasileira para 2022. Na visão do economista, o superávit primário que observamos na década e no ano de 2021 pouco provavelmente não persistirá em 2022 e 2023, o que forçará o aumento do câmbio e, por consequência, do IGP-M e que deverá dar maior atenção ao orçamento familiar dos brasileiros e por consequência as empresas.

Tarcísio de Freitas, Ministro da Infraestrutura do Brasil

Presença aguardada por todos os convidados, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Gomes de Freitas, ressaltou o papel da NTC&Logística na defesa dos direitos do segmento transportador e a contribuição dela, em audiências e reuniões no Governo Federal, para a criação e implementação de políticas públicas que atingem diretamente o transporte rodoviário de cargas.

Eduardo Rebuzzi, vice-presidente, Roberto Mira, vice-presidente de segurança e Francisco Pelucio, presidente da NTC&Logística, com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, Deputado Federal Jerônimo Goergen e Carlos Panzan, presidente da FETCESP

“Durante o ano de 2021, enfrentamos uma recessão na Argentina, o desastre de Brumadinho, a pandemia da covid-19 e uma crise hídrica. Não é fácil suportar tudo isso, mas permanecemos resilientes. O setor de transporte está muito machucado por essas crises, mas garanto aos senhores (as) que há um esforço enorme do Governo, para resolver essa questão. O MINFRA é parceiro dos transportadores brasileiros e agradeço as portas proporcionadas a mim por vocês”, declarou o Ministro Tarcísio.

Ele também fez um panorama do crescimento da pasta nos últimos anos, destacando o compromisso com a infraestrutura de qualidade que o Brasil precisa. Na oportunidade respondeu perguntas e questionamentos dos convidados.

Dando continuidade, a assessora jurídica da entidade e secretária do CONET&Intersindical, Gildete Menezes, seguiu o protocolo do congresso e leu o Comunicado Oficial do CONET de fevereiro de 2022. “Seguindo a sistemática de apuração dos índices que indicam o impacto da variação dos preços dos insumos do serviço de transporte rodoviário de carga, o DECOPE registrou no ano de 2021 os maiores índices de inflação média para o segmento de carga lotação (INCTL) desde a criação deste índice pela NTC em 2003. Já para o segmento de transporte de cargas fracionadas (INCTF) o valor também é histórico, o maior dos últimos 25 anos (superado apenas pelos números iniciais de 1995).”

Leia o comunicado na íntegra aqui

Final do evento e agradecimentos

O assessor técnico da NTC&Logística, Lauro Valdivia, ficou com a tarefa de analisar e explicar os motivos desses resultados. O engenheiro é responsável pela divulgação do Índice Nacional de Custos do Transporte de Cargas (INCT), calculado pelo DECOPE com base em apuração feita no semestre anterior junto às empresas do setor.

O valor do Índice para cargas fracionadas (INCT-F) ultrapassou os 18%, enquanto as cargas de lotação (INCT-L) esteve mais de 27%. De acordo com Lauro, os números do segundo semestre de 2021 se explicam, sobretudo, pelas alterações no preço dos combustíveis. Cerca de 50% dos custos operacionais de um caminhão bitrem 9 eixos são com a compra de diesel, cujo preço apresentou, segundo o documento, um aumento de 49%, maior do que o do primeiro semestre (46%).

A pesquisa também chamou a atenção para a variação de 59% no preço dos veículos leves e de 45% em caminhões médios e da defasagem de 13% do frete cobrado pelas transportadoras às empresas contratantes.

Os agradecimentos e finalização do CONET&Intersindical de fevereiro de 2022 foram feitos pelo presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio. O vice-presidente da entidade, Eduardo Rebuzzi, o Deputado Federal Jerônimo Goergen e o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Todos comemoraram e agradeceram pela proximidade com o setor de transportes e se despediram com expectativas positivas para os eventos seguintes.

O evento foi acompanhado por representantes de entidades do transporte rodoviário de cargas de todo o Brasil, empresários, patrocinadores, apoiadores e autoridades públicas.

O CONET&Intersindical online foi uma realização da NTC&Logística e teve como entidade anfitriã a FETCESP, como entidades apoiadoras a ABTLP e o Sindipesa, patrocínio diamante da Pamcary e da Roadcard, patrocínio ouro do Consórcio Maggi, Mercedes-Benz, Volkswagen Caminhões e Ônibus, FENATRAN, Transpocred, patrocínio prata da Autotrac e da Iveco, o apoio institucional da CNT/SEST SENAT/ ITL e da FuMTran e apoio do SETCAPP, SETCAR, SETCARP, SETCARSO, SETCATA, SETCESP, SETRANS, SINDECAR, SINDETRANS, SINDETRAP, SINDIBRU, SINDICAMP, SINDISAN e SINDIVAPA.

Fonte: NTC&Logística

Este conteúdo é útil para você?